Tio Flores

Tio Flores

Domingo encontrei “Tio Flores” na livraria. Ele não estava sozinho. Estava com Edinho. Tio Flores é costureiro na (fictícia) cidade de Olhos D´água, às margens do rio São Francisco. Com alegria pego o livro e vou dialogar com os dois personagens, descobrindo com eles as memórias de minha própria família.

flores

Quando encontrei “Tio Flores” eu também não estava sozinha. Estava com minha mãe e quando mostrei a ela o livro e começamos a ler juntas ela logo se lembrou de um tio: o Tio Fizin, grande costureiro na cidade de Miraí, em Minas Gerais.  Tio Fizin assim como Tio Flores era solteiro, morava sozinho e recebia os sobrinhos com grande alegria em sua casa. Minha mãe gostava muito de passar as tardes na casa do tio, tomar café adoçado com rapadura e aprender a pregar botões.

No livro, a história é contada por Edinho, que relembra a infância quando passava as tardes na casa do tio, aprendia com ele cortar o tecido, alinhavar, costurar botões. Ele observava o tio trabalhando na antiga máquina de costura. -“Quando crescer, quero ser costureiro como você, Tio Flores”, diz Edinho. O menino, ao nos cotar a história,  diz não se esquecer do barulho da máquina. Minha mãe encantada dizia enquanto líamos juntas, “era esse mesmo o barulho da máquina do Tio Fizin”. Minha mãe ao ler as onomatopeias ouviu o som da máquina de seu Tio Fizin. Naquele momento voltou no tempo e se encontrou com o tio que estava lá perdido em suas memórias e que eu nunca tinha ouvido falar. Minha mãe contou que Tio Fizin foi um dos poucos membros da nossa família que na época conseguiu comprar a própria casa.

flores4 (1)

Tio Flores além de grande costureiro também gostava de contar histórias. Quando o menino chegava da escola e terminava seus deveres na mesa da cozinha, ficava com o tio conversando. Assim, ouvimos junto a Edinho histórias do rio São Francisco e as transformações advindas do impacto da chegada de uma fábrica no vilarejo. Ao mesmo tempo em que a fábrica traz empregos e novos moradores também tira empregos e traz problemas ambientais como a poluição do rio. O pequeno vilarejo se transforma em cidade grande.

As ilustrações retratam muito bem o cotidiano e as mudanças ocorridas na cidade. Com recortes de papéis e tecidos a autora cria referências do mundo de quem mora no interior: uma imagem de São Jorge na parede, o espelho de moldura laranja no banheiro. Eymard Toledo nos apresenta  ao rio São Francisco, ao vilarejo, à fábrica, às lavadeiras e aos pescadores e as questões ambientais que são tão importantes.

thumbnail

Uma das coisas que me fez pegar o livro da escritora mineira Eymard de Toledo foi o fato dos personagens serem negros. Estou sempre à procura de boa literatura onde o negro possa se ver na história como protagonista. Representatividade importa muito e penso em cada menino e menina negro/a que vai se sentir confiante a cada boa literatura onde se reconheça nos personagens.

Minha mãe se reconheceu, eu me reconheci e assim as memórias são costuradas como as lindas colchas de retalhos que minha avó fazia. A cada retalho, a cada pedaço de tecido vamos reconstruindo a criança que habita dentro da gente.

Tio Flores – Uma história às margens do Rio São Francisco. V&R Editoras. R$ 34,90

5 comentários sobre “Tio Flores

  1. marlitera2015 agosto 21, 2018 / 9:51 pm

    Bel, que lindo! Adorei conhecer o tio Fizin por meio do tio Flores e da história de Parê. Salve a literatura, que nos constitui e reconstitui. Parabéns. Bjs, Marta.

  2. Isabel Mello agosto 22, 2018 / 6:04 pm

    Que bom que você gostou! A literatura nos salva, alimenta e nos reconecta com nossas histórias! O livro proporcionou a mim e a minha mãe um momento muito bonito de resgate e memória da nossa família. Bjs

  3. Ticiana setembro 15, 2018 / 1:32 pm

    Adorei o livro e seu texto!! Lembrei de minhas avós fazendo colchas de fuxico e tricô, e me emocionei. Parabéns!!

  4. Edsilva fevereiro 9, 2019 / 12:17 pm

    Muito poético o seu texto, e muito belo também a forma que foi contada as transformações de uma geração.

    • Isabel Mello março 25, 2019 / 1:25 am

      Muito obrigada!! Foi um momento especial o encontro com “Tio Flores”! Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s